5 livros inspiradores para estimular o empreendedorismo feminino

source.gif

Coach indica leituras que trazem reflexões e insights para mulheres que querem montar um negócio em 2017

Empreender é, definitivamente, uma das palavras mais relevantes dos últimos meses. Seja por necessidade, por insatisfação com a carreira ou mesmo pela busca da realização pessoal e profissional, cada vez mais pessoas sonham em investir em um negócio próprio. De acordo com a pesquisa GEM (Global Entrepreneurship Monitor), realizada em 2015 e patrocinada pelo Sebrae, quatro em cada dez brasileiros adultos já possuem um negócio ou estão envolvidos com a criação de uma empresa. Continuar lendo “5 livros inspiradores para estimular o empreendedorismo feminino”

Ms. Marvel – Nada Normal

IMG_20160326_024831893.jpg

No começo de fevereiro, recebi da Panini o primeiro encadernado de “Ms. Marvel – Nada Normal” lançado no Brasil. A edição em capa dura (disponível também cartonado) traz cinco volumes dessa produção que tem feito grande sucesso entre os leitores de quadrinhos do mundo inteiro.

O roteiro não tem nenhum segredo totalmente original, no entanto, nos deparamos com uma protagonista cativante. E o por que isso acontece? Kamala Khan é real. A história trata-se de uma garota muçulmana que, no entanto, mora nos EUA. Mais precisamente em Nova Jersey. Além de ser uma adolescente com problemas bem típicos dessa fase, como por exemplo, ter que voltar para casa em um horário determinado pelos pais, ela se vê perdida por conta da miscelânea cultural que envolve seu cotidiano. Sendo assim, Kamala não se identifica nem totalmente como mulçumana e nem como uma americana completa.

IMG_20160326_025019156.jpgJá no início, o leitor é imergido ao universo de Khan, que divide seu tempo entre os estudos, amigos americanos – e uma mulçumana gente boa, mas tradicional -, sua paixão pelos Vingadores e as responsabilidades dentro da religião de suas origens. A família da nossa heroína também é bem diversificada: uma mãe extremamente protetora; um pai rígido, mas compreensivo e amoroso; e um irmão completamente fanático pelos mandamentos do seu povo. Eles formam então, um belo time de personagens secundários.

Tudo parece normal, até ao voltar para casa após uma festa, Kamala sofre um estranho incidente e quando menos espera, se transforma na Miss Marvel, alter-ego de Carol Danvers. A princípio, a garota não compreende o que e como isso aconteceu, mas no momento, sua maior preocupação é tentar controlar os seus poderes e disfarçar ao máximo quando estiver próximo a pessoas conhecidas. Afinal, como ela iria explicar esse fato para a sua família?

IMG_20160326_024950029

A personalidade de Kamala é bem forte e evidente já nesse primeiro encadernado. Assim que passa pela transformação, nossa heroína traz a tona um questionamento que nos últimos tempos têm sido discutido no meio geek, que são os uniformes usados pelas personagens femininas dentro dos quadrinhos. Normalmente, elas são hipersexualizadas e apresentam roupas curtas e coladas. Sem falar nas características físicas que são completamente dentro dos padrões de beleza criados pela sociedade, dificultando assim a identificação de mulheres reais.

IMG_20160326_025108132

Falando nisso, um dos pontos fortes que fizeram com que eu me apaixonasse pelo trabalho de Wilson Aphona, foi esse uniforme repaginado e funcional da nova Miss Marvel. Sem deixar as roupas jovens e o estilo da protagonista de lado, ela conseguiu fazer uma ótima referência a sua heroína original. Por fim, a lição mais bonita que podemos aprender com Kamala Khan é que independente do que as pessoas digam, o importante mesmo é ter a sua essência e ser quem você é. Agora basta esperar para saber o que virá por aí nas próximas edições.

O Papel de Parede Amarelo #mulheresparaler

46133091

O mês das mulheres desse ano foi repleto de conscientização. Pelo menos dentro de um pequeno recorte da internet. Foi lindo abrir a aba de inscrições no Youtube e ver que tantas mulheres haviam preparado conteúdos que trouxessem a verdadeira importância desse dia diante da sociedade. Resumindo: não queremos rosas, queremos respeito e direitos igualitários.

E foi então que vi pipocar os vídeos de book haul e resenhas com o livro “O Papel de Parede Amarelo”, de Charlotte Perkins Gilman. Nessa nova edição da editora José Olimpio, vemos logo na capa: um clássico da literatura feminista. Isso logo me encheu os olhos e fui atrás da obra. O livro é composto por apenas 112, pois trata-se de um conto escrito em primeira pessoa em forma de diário.

Continuar lendo “O Papel de Parede Amarelo #mulheresparaler”

Doidas e Santas

Download-Doidas-e-Santas-Martha-Medeiros-em-epub-mobi-e-pdf-370x558

No meu aniversário de 23 anos, ganhei o livro “Feliz Por Nada” da autora Martha Medeiros. No ano seguinte, quando completei 24 primaveras, outra pessoa do meu círculo de amigos me presenteou com outro título da mesma autora. Foi então que eu pensei: “Epa, parece que meus amigos acham que eu tenho um perfil bem parecido com o dessa autora, não é mesmo?”. Porém, a grande verdade é que foi só no mês em que assoprei 25 velinhas, coloquei como meta “Doidas e Santas” na minha lista de leitura. A capa me chamou atenção de cara e eu não resisti. A experiência foi um tanto decepcionante, mas adianto que grande parte dessa culpa é por conta da expectativa que depositei nesse título. Portanto, não foi um tempo perdido da minha vida e eu explico o porque.

É SOBRE O QUÊ?

Assim como outros livros da autora, “Doidas e Santas” é um compilado de crônicas que Medeiros publicou durante sua carreira. Aqui é possível encontrar textos que fizeram parte de suas colunas dominicais nos jornais Zero Hora, de Porto Alegre e O Globo, no Rio de Janeiro, entre os anos de 2005 e 2008. Através de textos cotidianos, Martha discorre sobre sua vida, faz resenhas culturais, dá pitacos sobre política e faz um retrato sobre o quadro econômico da época. Sempre em um tom de conversa com o leitor, fato que faz com que a leitura flua de forma leve e rápida.

Continuar lendo “Doidas e Santas”