Luzescrita: exposição está na reta final no Espaço Cultural Porto Seguro

fernando laszlo_MG_1458_1b.jpg

Público tem até 30 de julho para conferir obras assinadas por Arnaldo Antunes, Fernando Laszlo e Walter Silveira em São Paulo

Cerca de 60 obras, entre vídeos, objetos, fotografias e instalações, que transformam poemas em imagens e versos em luz estão disponíveis para visitação no Espaço Cultural Porto Seguro. As peças da “Luzescrita” são assinadas por Arnaldo AntunesFernando Laszlo Walter Silveira e estão em cartaz até o dia 30 de julho, de terça-feira a domingo com entrada gratuita.

fernando laszlo_MG_1436.jpg

O projeto nasceu no início dos anos 2000, a partir de uma ideia do Fernando Lazlo em traduzir literalmente a palavra fotografia por meio dos poemas de Arnaldo e Walter. Primeiro, as palavras foram escritas com luz por meio de materiais como pólvora, lâmpadas e metal. Em seguida, foram fotografadas por Fernando, completando a metamorfose.

“Luzescrita” é resultado de um trabalho de 15 anos e foi apresentada pela primeira vez em Salvador. Já passou por cidades como Curitiba, Rio de Janeiro, Brasília e Vila Nova de Cerveira, em Portugal e agora culmina em São Paulo, cidade natal dos artistas. Inicialmente, o resultado dessa parceria seria apenas um livro de fotografias. Mas o curador Daniel Rangel viu o potencial de transformar o projeto em uma mostra, que revela também os bastidores por trás das imagens.

Continuar lendo “Luzescrita: exposição está na reta final no Espaço Cultural Porto Seguro”

Rá-Tim-Bum, o Castelo anuncia novas atrações gratuitas para a segunda temporada

Por Daniela Agostini_1.jpg

Rá-Tim-Bum, o Castelo, projeto idealizado pela Fundação Memorial da América Latina e pelo Governo do Estado de São Paulo, em parceria com a TV Cultura e a Caselúdico, acaba de ser prorrogado por mais três meses. O público terá até 30 de setembro para visitar o Castelo, abrangendo o período das férias escolares de julho.

Além de conhecer os 22 ambientes que reproduzem com o máximo de fidelidade o desenho original do seriado, os visitantes também poderão se divertir nessa segunda temporada do evento com espetáculos de teatro e projeções gratuitos na Praça da Sombra, onde o Castelo foi construído.

“O público pediu e nós não só prorrogamos a exposição como também preparamos diversas novidades para essa segunda temporada, todas gratuitas e abertas para os visitantes do Memorial. O passeio ficará ainda mais completo e divertido. Esperamos por todos!”, diz o presidente do Memorial, Irineu Ferraz.

Teatro – “Espetáculo Rá-Tim-Bum, o Castelo” entra em cartaz, aos sábados e domingos, a partir de 1º de julho. Em um palco montado na marquise do Pavilhão da Criatividade, ao lado do Castelo, a Companhia dos Reis apresentará esquetes temáticas, que recriarão alguns episódios e contarão histórias sobre os personagens do seriado. O público poderá interagir com o elenco.

Serão 9 apresentações por dia:

10h30 – “Tchau não, até amanhã!” (15 min)
11h30 – “Quem é quem por aqui?” (15 min)
12h30 – “O dono do Castelo” (15 min)
13h30 – “Qual o seu planeta de origem e Zula, a menina azul” (20 min)
14h30 – “Tchau não, até amanhã!”
15h30 – “O dono do Castelo”
16h30 – “Qual o seu planeta de origem e Zula, a menina azul”
17h30 – “Quem é quem por aqui”
18h30 – “Morgana”

Video Mapping – Para encerrar o dia, às 19h30 e às 21h dos sábados e domingos (a partir de 1º de julho), um espetáculo de luz e magia toma conta da fachada do Castelo.

Com aproximadamente 7 minutos e inspirado em shows de luzes apresentados em grandes parques do mundo, o vídeo mapping de Rá-Tim-Bum, o Castelo contará com diversos efeitos especiais e exibirá trechos de alguns episódios do programa.

Espetáculo Rá-Tim-Bum, o Castelo”, que conta com as esquetes teatrais e o vídeo mapping, é um projeto aprovado no Programa de Ação Cultural – ProAC, da Secretaria da Cultura do Governo do Estado de São Paulo, e conta com os patrocínios da Jundiá Sorvetes, Wickbold e Apsen Farmacêutica.

Exposição – Rá-Tim-Bum, o Castelo continua recebendo visitas de terça a sexta-feira, das 9h às 21h, e aos sábados, domingos e feriados, das 9h às 22h. Os ingressos estão à venda na bilheteria do Memorial, que fica em frente ao Castelo, e também pelo site www.ratimbumocastelo.com.br. O valor permanece R$ 20,00 (meia-entrada, R$ 10).

Agenda da semana: Teatro, exposição e música

São Paulo é a cidade que não para, então ás vezes, fica difícil escolher o que fazer, não é mesmo? Por isso, viemos aqui dar uma ajudinha para você curtir seu final de semana da melhor forma.

17240533_1266950340053578_2521290372300912977_o.jpgAs artistas Alessandra Duarte, Cal Kielmanowicz, Clara Benfatti, Clarice Cunha, Mari Nagem, Marília Del Vecchio e Sol Casal se juntaram para criar a exposição “Na Ponta da Vista”, que projeta a constante busca pela igualdade e equidade de gênero na era contemporânea nos abre os olhos para assuntos que geralmente poderiam existir apenas “na ponta da vista”. Se a arte objetiva explorar poéticas nem sempre óbvias e visíveis num primeiro plano, é imprescindível abrir nossa visão para investigar o todo. A mostra é gratuita e rola até dia 20 de abril, de segunda a sexta das 11h às 20h.

Continuar lendo “Agenda da semana: Teatro, exposição e música”

Operárias da Guerra e surgem as primeiras pin ups!

“Madalena” traz acervo inédito de fotos para o Brasil

Sou uma admiradora assumida das pin ups (não sabe do que se trata? clica aqui), por isso, quando vi a chamada sobre a exposição “Operárias da Guerra – Razões e Encenações”, fiquei louca para conhecer. 
Cheguei ao “Madalena Centro de Estudos da Imagem” no fim de uma tarde e fui muito bem recebida pela dona do local, simpática e prestativa. O lugar tem uma carinha de aconchegante, pelo interfone eu disse que tinha vindo conferir a exposição e vieram com sorrisos até a porta.
O “Madalena” dá cursos, workshops e outros eventos relacionados à fotografia, além de reunir gente bonita e elegante.
A exposição é relativamente pequena, porém, só de saber que estava de frente com fotos inéditas de operárias da indústria bélica durante a 2ª Guerra Mundial, meus olhos já se encheram! Isso porque, enquanto os maridos, pais e irmãos lutavam na guerra, as mulheres tiveram que arregaçar as mangas – literalmente – e tomaram os postos até então ocupados apenas pela ala masculina.
O acervo inédito no Brasil tem 70 anos e pertence a Biblioteca do Congresso Americano que guarda até hoje as fotos que eram usadas para estimular as mulheres a ir pro batente.

Pintura de insígna em avião. Corpus Christi, Texas (1942).


Montagem do motor de bombardeiro B-25 na North American Aviation, Inc. Inglewood, Califórnia (1942).
Trabalhadora na Vultee Aircraft Corporation. Teenessee, Nashivile (1943).
É algo de se refletir, afinal, após 7 décadas é incrível o quanto alcançamos, sempre com a mesma delicadeza e capacidade de ser “multi”. Até porque cuidar da casa, das crianças, trabalhar e ainda se manter linda, não é pra qualquer tipo de sexo – que dirá pro frágil.

Então, quando tudo der errado, não der tempo de terminar aquele relatório, sente-se, porque ser “mulher-polvo” o tempo todo cansa. E como diz o novo manifesto da revista TPM: “faça amor, não faça hora extra!”.

O espaço é muito bonito e organizado, às vezes você não sabe se está no curso ou em casa, um daqueles locais que você entra e não quer mais sair. O ambiente vive e respira fotografia, então fotógrafos de plantão fiquem atentos aos eventos! Quer dar uma turbinada na sua faculdade? Deseja aulas mais práticas? Então, Madalena foi feito pra você.
Vá conhecer e se apaixonar também!
 
Ahh, lá eles vendem livros e entre várias obras lindas, encontrei essa, que fez o coração bater forte e o bolso chorar por não ter dinheiro pra trazer essa beleza pra casa:
Livro de fotografias da Frida Kahlo. Aceito de presente, muito amor! ♥
NÃO POUPE-SE DE VISITAR:
O que? Exposição “Operárias da Guerra”
Onde? Madalena Centro de Estudos da Imagem – Rua Faisão, 75 – Vila Madá.
Quanto? R$0 dinheiros!
Até quando? Até dia 12/5 (CORRE!). Ahh, o Centro fica aberto de segunda a sexta das 10h às 18h.
 
Fotos: Aline Paz e Reprodução do Facebook