Além do filme: cinco obras para ver “The Rocky Horror Picture Show”

tumblr_obf0hdcgBZ1uasoyfo1_500.gif

Uma verdadeira homenagem aos filmes lado B de ficção cientifica, a história de The Rocky Horror Picture Show teve origem com o musical escrito por Richard O’Brien  e Jim Sharman em 1973. Porém, ficou conhecido mesmo quando ganhou a adaptação para o cinema dois anos mais tarde.

O enredo ultrajante e ousado pra época foi uma fracasso em seu lançamento, mas hoje em dia é considerado uma obra cult e está em cartaz em um cinema de Munique (Alemanha) há 42 anos. A trama entre o casal Brad, Janet e o cientista transexual Frank-N-Furter já ganhou espaço em outras mídias pelo mundo. Confira quais são elas em uma linha do tempo divertida:

rocky.jpgEm 2016, a comédia ganhou uma versão para o teatro brasileiro. A comédia tem montagem de Charles Möeller & Claudio Botelho, teve reestreia esse mês no Teatro Porto Seguro e eu falei mais sobre o espetáculo aqui. A comédia é estrelada por Marcelo Medici e tem uma promoção imperdível para os próximos dias: Nos dias 24, 25 e 26 de fevereiro (sexta, sábado e domingo), os ingressos para ver Rocky Horror Show do setor plateia vão de R$ 120 para R$ 80 (inteira) e R$ 40 (meia).

tumblr_oieg1ttZpc1w0e5i4o1_500.gif

Os personagens britânicos também tiveram espaço na telona em As Vantagens de Ser Invisível (2012). A adaptação literária dirigida por Stephen Chbosky acompanha a trajetória de Charlie, um garoto tímido que conhece amigos incríveis e que fazem apresentações semanais do clássico musical.

anigif_enhanced-11521-1403909767-3.gif

Já em 2011, Britney Spears lançou o sétimo álbum de sua carreira intitulado como “Hold It Against Me”. Desse trabalho, o primeiro single levou o mesmo nome e estreou na primeira colocação da Billboard Hot 100. A canção contou com um videoclipe com cenas inspiradas no longa de 1975.

giphy.gif

No auge de seu sucesso, o seriado Glee dedicou seu especial de Halloween ao musical trash. “The Rocky Horror Glee Show” foi o quinto episódio da segunda temporada, em 2010.  Os personagens da série adolescente se caracterizaram e fizeram números bem semelhantes aos originais. Um dos capítulos mais incríveis dessa época e ganhou até um EP com as sete canções interpretadas pelo elenco.

tumblr_inline_mlw0uf2DH91qz4rgp.gifPara finalizar, a produção mais antiga a saudar a obra foi a série Cold Case, traduzido para o Brasil como Arquivo Morto. O 21º episódio exibido em 2004, traz a canção “Over At The Frankenstein Place”, entre outras referências.

Mundo das séries: Vejam as estreias mais emocionantes pro começo do ano!

Para os series maníacos de plantão, o mês de janeiro só significa uma coisa: Mid-Season! Pra quem não sabe, mid-season define o período entre janeiro e março na TV americana, época em que os canais abertos costumam estrear novas produções. E como nós do NMP não perdemos a oportunidade de sempre conferir as séries novas, preparamos uma lista com as maiores apostas para esse começo de 2013.

The Carrie Diares.

 

The Carrie Diares é um prelúdio de Sex And the City –  já falamos sobre essa série aqui. Ela é passada nos anos 80 e conta a história da adolescência de Carrie Bradshaw (que na fase adulta era interpretada por Sarah Jessica Parker) e como foi descobrir Manhattan. Com isso acompanhamos suas dúvidas sobre amor, sexo, amizade e família, além disso temos altas expectativas com o figurino da série, aliás a roteirista escalada, Amy Harris, já escreveu Gossip Girl (chorando) e alguns episódios de Sex and the City. É uma série bem teen, mas por fazer refêrencia a “SexCity” vou arriscar e adicionar na minha “watchlist”.

Emissora: CW | Data de estréia: 14 de Janeiro.
Deception
 
A série trata-se de um drama policial e segue a mesma linha de raciocínio de Revenge, mas ao invés da personagem principal ir atrás de vingança, ela busca fazer justiça: “A morte de uma menina rica e festeira, Vivan Bowers, não faz muito sentido para o agente do FBI Will Moreno. Ele esta convencido de que o acontecido trata-se de um homicídio e então recruta sua antiga companheira do departamento de polícia de São Francisco e também melhor amiga da vítima, Joanna Padget. Decidida a fazer justiça, Joanna se infiltra na família e não demora a perceber por que a vida de Vivan estava correndo risco.”
Essa sinopse me convenceu a ver pelo menos o piloto, sempre gostei dessas séries que abordam temas policiais.

Emissora: NBC| Data de estréia: 07 de Janeiro, mas saiu um “pre-air” hoje. 
Banshee


Com o mesmo diretor de True Blood, Allan Ball, Banshee irá contar a história de um ex-presidiário e ladrão Lucas Hood que assume a identidade de xerife da cidade que dá nome a série. Impondo sua própria lei, ele mantém suas atividades criminais enquanto tenta se esconder de gângsters a quem ele traiu no passado. Banshee é uma cidade localizada próxima a uma comunidade Amish, grupo religioso que prega um estilo de vida simples e se negam a usar qualquer conveniência de vida moderna. Essa série já conquistou meu interesse com esse diferencial, espero que seja boa.

 
Emissora: Cinemax | Data de estréia: 11 de Janeiro.
The Following.
Preparem seus corações porque The Following promete trazer um suspense de tirar o fôlego! Kevin Bacon (juro que só de olhar pra cara dele me dá medo) estreia como protagonista dando vida ao personagem Ryan Hardy, um ex-agente do FBI que lidera a busca de Joe Carroll (outro ator que me dá medo rs), um serial killer que criou um culto serial killers (rs). Essa série não tem como dar errado e é uma das grandes apostas pra 2013, to torcendo para que ela estreie logo.

Emissora: Fox | Data de estréia: 21 de Janeiro.

Se vocês gostaram dessas estreias se preparem que tem muito mais vindo por ai: “The Americans”, “Cult” e “Zero Hour” foram as que mais me interessaram além dessas. Eai, gostaram das dicas? 

Retrospectiva cult 2012


Parece que cada ano que passa, a vida passa mais rápido, não é? E o que falar de 2012? Passou em um piscar de olhos! Preparamos uma retrô cult para você lembrar tudo de legal que passou por aqui em 2012! Pega a pipoca e curte com a gente! 😉

Melhor livro: 
Só Garotos – Patti Smith
(veja a resenha da biografia aqui)

Melhor show:
Los Hermanos – Espaço das Américas.
(veja a resenha e fotos do show aqui).
Eu ia dizer que foi algum do Criolo, ou até mesmo da linda Karina Buhr, mas Loser foi memorável, emocionante!

Melhor filme:
2 Coelhos.
O filme brilhante, porém, pouco divulgado. É nacional e tem a Alessandra Negrini. Surpreendente, te envolve do começo ao fim.

Melhor seriado:
The Killing.
(veja a resenha da série aqui).

Melhor exposição:
A Louca Debaixo do Branco.
(veja a resenha da exposição aqui).

Melhor casa de shows:
SESC Belenzinho e Studio SP.
Nessa categoria não pude escolher apenas um! Os dois são diferentes e super legais!

Melhor blog:
Depois dos Quinze.
Porque a Bruninha Vieira arrasa e lançou até um livro!

Melhor achado da internet:
8 Tracks.
(entenda um pouco mais da rede social aqui).

Melhor musa inspiradora de looks:
Lana Del Rey.
Sim, eu também estou um pouco enjoada dela, mas não há como negar que ela marcou 2012.

Maratona Gossip Girl – Momentos Chuck e Blair.

Vamos falar de coisa boa? Vamos falar de amor! E é óbvio que me refiro ao casal mais complicado e apaixonante da série, Chuck e Blair *-*. Para isso, eu separei os melhores momentos dos dois dois juntos. Então preparem-se “chairmaníacos” que vocês vão se derreter um pouquinho, só mais um pouquinho, com os top10 de Chair! 


Episódio 5×06 “I am the number nine”: Vamos começar da melhor maneira possível! Meu coração se aperta com essa cena (pra ser sincera, choro em todos os momentos deles rs) mas essa cena é tão especial, só pelo fato de relembrar tudo (ou quase tudo) que já aconteceu com os dois e pelas desculpas, foi muito lindo. 



Episódio 4×07 “War at the Roses”: Depois de uma trégua que não teve sucesso, nada melhor do que se reconciliar desse jeito rs. Uns dos momentos mais ‘hot’ do casal, nem preciso dizer porque entra no top10 né? Rs
Episódio 4×02 “Double Identily“: Quem foi que não sofreu com o final da 3º temporada? Depois desse desastroso final, os “chairmaníacos” ansiavam por um reencontro e, na minha humilde opinião, esse foi um reencontro de quebrar corações. 

Episódio 1×08 “Seventeen Candles“: Quem é que não fica com um sorriso bobo na cara quando o Chuck confessa gostar da Blair? Você não? Então acho que sou a única boba porque olha…. rs. 



Episódio 2×14 “Im The Realm of the Basses”: Esse luto do Chuck, depois da “morte” do Bart, rendeu vários momentos lindos entre ele e Blair. Pra mim, esse é uns dos melhores, que mostra claramente como um precisa do outro. 

Episódio 2×01 “Summer, Kind of Wonderful”: E se você é aquela pessoa que fica gritando mentalmente “diga que ama ela, diga que ama ela..” e odeia o Chuck por não fazer isso, bem vinda ao clube! 

Episódio 5×13: “G.G”: O tão aguardado casamento chegou e você não parou de torcer pra que ela fugisse com o Chuck, se você é uns daqueles que quase deu na cara da Blair, ‘tamos’ juntos! Mas mesmo assim, essa cena é a coisa mais linda do mundo. 

Episódio 2×25 “The Goodbye Gossip Girl”: Vou confessar uma coisa para vocês sobre esta cena: vi e revi umas trocentas vezes na mesma noite, no dia seguinte, no mês seguinte e hoje, fazendo esse post e não consigo não me emocionar toda vez que a vejo. De longe, uns dos meus momentos favoritos. 

Episódio 6×09 “The Revengers”: Não posso deixar a 6º temporada fora dessa lista, porque o que não falta são momentos lindos entre os dois. Mas essa cena em especial derreteu meu coração, esse “kiss me Chuck” foi tão.. tão.. Ainnn! Eles são lindos, apenas rs.

Episódio 1×07 “Victor, Victrola”: Nada mais do que justo dar o primeiríssimo lugar para esta cena, aliás, foi onde tudo começou. Foi a partir dessa cena que o casal Chair ganhou os nossos corações e se tornou o melhor casal da série (sem questionamentos por favor!). Choramos e rezamos com esse casal, ficamos com o coração na boca com as declarações de amor que ambos faziam e, acima de tudo, torcemos para que eles ficassem juntos, cá entre nós, eles foram feitos um pelo o outro. 

Foi muuuito difícil eleger apenas 10 vídeos do casal e tenho certeza que muitos momentos lindos e emocionantes ficaram para trás, mas deu pra se apaixonar mas um pouquinho não deu? Fiquem ligados, amanhã tem o último post da maratona. Espero que tenham gostado, mas me digam, qual momento é o favorito de vocês? 


Maratona Gossip Girl – B and S ♥

Eu sou a única que estou querendo congelar a semana pra não ter que presenciar o final de GG? Depois de seis anos de convivência com as loucuras da Blair e os lances amorosos de Serena, fica difícil não sentir um aperto no coração. E mais difícil ainda é ter que abandonar essa amizade/rivalidade entre as duas, aliás Blair e Serena vivem em pé de guerra, mas não importa a situação uma nunca abandonou a outra, então bora conferir os melhores momentos entre as duas *-*



Episódio: 1×23 “Poison Ivy” – Esse é de longe meu momento preferido. Depois de todas as atrocidades que a Blair aprontou no comecinho da série, Serena ainda conseguiu perdoar a amiga e recomeçar do zero. A prova de que uma nunca deixou de ser amiga da outra. 



Episódio: 1×13 “The Thin Line Between Chuck and Nate – Acho esse momento tão fofo entre as duas. A pior coisa na vida é pensar que esta sozinha no mundo e foi assim que Blair se sentiu depois da bomba que a GG espalhou sobre ela e o Chuck. Uma boa amiga sempre salva tudo não é mesmo? rs


Episódio: 2×24 “Valley Girls” – O que seria de uma sem a outra? Apesar desse episódio ser no finalzinho da 2º temporada e ainda ter rolado muito coisa entre as duas nas temporadas seguintes, dá pra gente ter uma ideia de tudo que as girls S e B  passaram juntas.


Vale ressaltar que o youtube não me ajudou muito por isso não pude colocar todos os momentos que eu queria ): mas quem assiste sabe o quanto essas duas são unidas não é mesmo? Amanhã tem mais maratona, espero que tenham gostado (: 

Maratona Gossip Girl – "Boy Magia"

Como prometemos a maratona de Gossip Girl continua! Ontem babamos nos looks maravilhosos que as “Girls” usam e hoje iremos babar (mais do que de costume) com os caras mais gatos da série.
Mesmo pertinho da parte do esquecimento, não podemos deixar de lado o nosso coroa de 43 anos, Matthew Settle  que interpreta Rufus Humphrey, pai de Dan e Jenny. Aliás, como dizia Sérgio Reis “panela velha é que faz comida boa”.
 
Sebastian Stan que interpreta Carter Baizen, com quem teve um caso amoroso tanto com Blair como Serena, não poderia nunca, jamais ficar de fora dessa lista rs. Acho ele lindo, apesar de nunca ter gostado muito do personagem dele.
Ed Westwick… dispensa comentários, na boa gente. O Chuck Bass de toda garota (meu principalmente) arranca suspiro em qualquer ocasião. Seja sendo o vilão ou bonzinho da série, nunca perdeu o posto de badboy e boy magia rs.

Na beira dos seus 40 anos, Desmond Harrington não deixa a desejar. O querido tio de Chuck, Jack Bass, apesar de ser um pé no saco é lindo e está com tudo em cima.

Louis Frédéric Grimaldi, aquele que roubou Blair de Chuck (por pouco tempo, mas roubou) é interpretado por Hugo Becker e por mais que eu queira esse personagem beeem longe da série, não quero ele longe de mim nunca! 
Chace Crawford que dá vida à Nate Archilbald também é um pitel! Apesar de não fazer muito o meu estilo, sim eu prefiro o Chuck, ele é o estilo-perfeitinho que faz muitas mulheres pirarem!
Já o “lonely boy” Dan Humphrey (Penn Badgley) não tem feito muitas coisas legais nos últimos tempos, o que torna o personagem menos atraente. Mas é só lembrar dele no começo, como era fofo com a Serena e tal. Saudades Dan do loft! 🙂

É isso, meninas! Gostaram da nossa listinha? E vocês? Quais os seus favoritos de Gossip Girl?

PS: Esse post foi feito em grande parte (lê-se tudo) pela Uanna Mattos! Ela teve a ideia e separou os “boy magia” da série! Eu só dei um help no Nate e Dan. Parceirona essa menina, viu? haha! 

Maratona de Gossip Girl – A moda em Upper East Side.

Olá pessoal, como estão? Espero que bem! Essa semana é uma semana muito triste para todos aqueles que, assim como eu, amam, a série Gossip Girl. Por quê? Bem, pra quem não sabe, o penúltimo episódio da série vai ao ar hoje e semana que vem daremos adeus para a nossa queridíssima “Garota do blog”! Pra não deixar essa data passar em branco, o “Não Me Poupe” vai fazer uma maratona de Gossip Girl. Teremos um post por dia abordando diversos assuntos sobre GG. E qual é a melhor maneira de começar essa maratona se não falando sobre os looks deslumbrantes das personagens de Gossip? Bora cair na tentação!


Casacão/Sobretudo:

Difícil mesmo foi escolher só um look da personagem Blair Waldorf, já que ela é uma das que mais usa e abusa desse look e cá entre nós, ela fica deslumbrante.  

 
 
Looks de festa:

O vestido de Serena é uma aposta ousada, aliás, não são todas que se dão bem com estampas de animais. Mas lógico, estamos falando de Serena Van Der Woodsen, que pode se embrulhar num lençol e continuar linda. 


Looks de verão: 

Gosto bastante desse look mais rocker da Jenny, essa bolsa de spike é tendência e combina com qualquer coisa. Vale ressaltar também que essas formas mais estruturadas das bolsas “durinhas”, do look da Blair,  trazem um ar mais elegante a qualquer visual. Meeega linda! 

 

Fashionista:

 

Sou apaixonadinha por esse look da Serena, me apego muito a tendências e acho casaco de ombreira (e brilho!) lindoo. Infelizmente, meu corpo não se dá muito bem com pantalonas, mas alguém duvida de que é uma peça linda? E super combina com o estilo da Blair! 


Look colegial:

Quem não se lembra da Queen B!? Blair lançou a moda na Constance e fez muito sucesso. Tanto, que nessa (6º) temporada, lançou uma linha de roupa para as meninas que estão no colégio. 

Queria poder colocar todos os looks, de todas as temporadas, porque é um mais lindo que o outro, mas não da né gente rs. Por enquanto a gente mata a saudade com esses e se prepara pra semana que vem chorarmos bastante com o final de GG. Ah, amanhã tem mais, fiquem ligados (; 

 
 

Old but Gold – Sex and The City

Sim, estou um pouco atrasada pra falar dessa série, já que ela acabou em 2004, mas nunca é tarde demais pra se falar de coisa boa! Pois bem. Sex and The City é uma série baseada (também) num livro e começou a ser transmitida pelo canal “HBO” em Junho de 1998. 
A série se passa na tão sonhada cidade de Nova York e conta a vida das quatro amigas, Carrie Bradsahw, que trabalha como colunista de um jornal onde relata sobre ralações pessoais e sexuais. Samantha Jones, que trabalha como relações públicas e nas horas vagas dedica seu tempo para suas amigas e… homens! Charlotte York, que trabalha numa galeria de artes e é a mais romântica e sonhadora dentre suas amigas. E Miranda Hobbes que é advogada e a mais sensata de todas (ou pelo menos aparenta rs). Todas beirando seus trinta e poucos anos, Samantha é a única mais velha chegando perto dos quarenta.   
Charlotte, Carrie, Miranda e Samantha. 
Confesso que nunca tive vontade de ver essa série mas como uma seriemaníaca que se preze nunca rejeito a ideia de acrescentar mais uma pra minha lista (sem contar que tive uma grande ajuda da minha chefe que esta me emprestando todas as temporadas, um beijo pra ela rs) e vale dizer que não me arrependo! 
Sex and the City conta a história de Carrie Bradshaw, uma colunista de jornal, consumista de primeira e que nunca se dá bem em seus relacionamentos. Juntamente com Carrie suas três amigas também não marcam pontos quando o assunto é homem e os momentos das quatro juntas são sempre divertidos. Nesses vai e vens da vida Carrie acaba conhecendo Mr. Big, com quem tem uma relação muito conturbada mas, por alguma ironia do destino, por mais imperfeito que os dois sejam juntos, um completa o outro. Então não importa qual o rumo que Carrie leva em sua vida, Big sempre estará lá para assombrá-la (por assim dizer, porque eu não me importo de vê-lo todas as vezes rs). Mas vale ressaltar minha opinião pessoal: Não existe Carrie sem Big, ou Big sem Carrie ponto!
Carrie and Mr. Big ❤
O que mais me chama atenção na série é que não tem pudor nenhum. Imagina uma série, onde mulheres mais velhas contam suas experiências sexuais sem um pingo de vergonha? Ainda mais em 1998? Pois é, ela veio pra quebrar qualquer regra idiota que envolva sexo e mulher na mesma frase. Sem contar também que a amizade de Carrie, Samanta, Charlotte e Miranda é maravilhosa. O que diferencia a série das demais são os relacionamentos frustrantes das quatro amigas, o terror que elas têm de acabarem sozinhas e ao mesmo tempo nunca darem certo em nenhum relacionamento, as narrações de Carrie (porque o episódio é montado segundo o tema que ela aborda na sua coluna), tudo isso com uma pitada de humor. Não tem como ficar melhor! 
Qualidade um pouco ruim, mas acho essa cena engraçada. rs
Ah… Tem sim! A série tem apenas seis temporadas e antes que vocês comecem a arranjar desculpas por ser muito grande e bláblá, cada episódio tem em torno de meia hora e cada temporada tem menos de vinte episódios. Ou seja, você assiste rapidinho! E se a sua desculpa for “Ah, mais a série é velha… Já acabou, não tem mais graça…”, bobeira! Acabei a quarta temporada agora e to amando cada minuto! Vale muito a pena pessoal, de verdade!
Eai, gostaram da dica? Qual outra série mais antiga que vocês recomendam? Como eu disse, nunca é tarde demais pra falar de coisa boa! 

Pátria Amada! (Homeland)

A grande surpresa de 2011 traz uma segunda temporada ainda mais intrigante e bem atuada. Homeland já conquistou público e crítica, sendo a grande vencedora nos últimos Globo de Ouro e Emmy Awards, passando na frente de séries como Mad Men e Game of Thrones, que dominavam as premiações dos últimos anos. Grande parte do status da série é mérito das grandes atuações de Claire Danes como Carrie e Damian Lewis como Brody, o casal de protagonistas mais controverso e, acima de tudo, humano dos últimos tempos.

Pra quem ainda não conhece (mas deveria conhecer), Homeland traz Carrie Mathison, uma agente da CIA, como protagonista. Ao retornar de uma operação no Oriente Médio, ela começa a suspeitar dos interesses de Nicholas Brody, um veterano de guerra recém resgatado dos terroristas, que ela acredita ter sido convertido para o lado inimigo.
Ao longo do primeiro ano as verdadeiras intenções de Brody são reveladas e percebe-se que ainda existe muito a ser revelado. O fato de Carrie sofrer de transtorno bipolar não ajuda na investigação, mas é quando os sentimentos dela estão explodindo que a série se destaca com a brilhante atuação de Claire Danes. Essa série é daquele tipo que dá vontade de aplaudir de pé ao final dos episódios, principalmente nessa segunda temporada, que tem presenteado quem assiste com finais chocantes e imprevisíveis, onde não há como prever o que os roteiristas estão preparando para o próximo episódio.

É com essa harmonia entre roteiros bem escritos e bem atuados que Homeland ganha cada vez mais fãs. Quem diria que, finalmente, uma série refinada desse jeito fosse fazer o sucesso que ela está fazendo.
Homeland já tem terceira temporada garantida em 2013 pelo canal Showtime (e aqui no Brasil, no FX) e, com certeza, mais estatuetas vem por aí com a chegada do final do segundo ano, que promete muitas surpresas e reviravoltas na trama.