Peça com texto de Herzog e Anelis Assumpção abrem o final de semana em SP

29791078_10155388238338341_2408535591361708032_o

Na sexta, 06 de abril, às 23h, o público pode curtir Anelis Assumpção e seu “Taurina” (Natura Musical) no Mundo Pensante. O disco faz referência não só ao astrologicamente conhecido signo dos teimosos e gulosos, como reflete uma sutil elaboração comparativa entre a mulher e a vaca – animal generoso que alimenta o ser humano ou endeusada, aparece como divindade em culturas orientais. Taurina também é silêncio. O álbum, que tem sua versão em vinil, é produzido por Beto Villares, co-produzido por Zé Nigro e tem direção geral da cantautora. Outras tantas participações mais do que especiais, além do filhote Benedito, Ava Rocha, Liniker Barros, Tulipa Ruiz, Thalma de Freitas e Céu temperam esse caldo pra lá de grosso. Ingressos: R$ 40 (na porta).

Crédito Jorge Alves - Extremismo - Cultura Inglesa 2
Foto: Jorge Alves

Uma sala de aula está em estado de choque com a prisão de um colega, o imigrante Jamal. Os níveis de tensão são elevados, pois os alunos se envolvem em uma discussão sobre terrorismo e racismo. Essa é a temática de “Extremismo”, peça do famoso dramaturgo britânico Anders Lustgarten, apresentada pelo grupo de teatro Conexões da Cultura Inglesa, de 6 a 15 de abril, no Teatro Cultura Inglesa-Pinheiros. “A peça trata de um tema atualíssimo, de como o mundo que nos rodeia está se tornando cada vez mais intolerante. De um jeito provocador, a obra explora a forma de como somos ensinados a policiar uns aos outros em uma era de crescente xenofobia. A peça não oferece respostas e levanta uma reflexão importante”, conta Laerte Mello, gerente cultural da Cultura Inglesa. Ingressos: Gratuito.

Patética_Cia Estável de Teatro_Foto Jonatas Marques_Proac_20180323_219.jpg
Foto: Jonatas Marques
Quer outra opção gratuita? Também nessa sexta-feira, 06 de abril, às 19h, a Cia Estável de Teatro apresenta “Patética” no Cajuv (Avenida Redenção, 271, São Bernardo do Campo). escrita em 1976, a peça reflete sobre as circunstâncias e o assassinato do jornalista e dramaturgo Vladimir Herzog, morto nos porões da ditadura, em 1975. A morte de Herzog foi um marco na ditadura militar (1964-1985). O episódio paralisou as redações de todos os jornais, rádios, televisões e revistas de São Paulo. “Patética” usa a linguagem meta-teatral para mostrar uma trupe de artistas circenses que apresenta pela primeira e última vez a história da personagem Glauco Horowitz. A peça, conta a vida de Herzog e a luta da família para provar que ele não cometeu suicídio, mas foi assassinado. Ao discutir a censura, a própria peça é proibida e o circo é fechado. Ingressos: Gratuito.
11 selvagens_Victor Otsuka_4.jpg
Foto: Victor Otsuka

Porém, se você está na grande São Paulo, também pode prestigiar a reestreia de “11 Selvagens” no Teatro de Arena Eugênio Kusnet (Rua Doutor Teodoro Baima, 94, República). A história se desenrola a poucos metros do público, por vezes até na cadeira ao lado, e a identificação é imediata. São cenas do cotidiano em que explode um impulso descontrolado. Da violência à sensualidade, do absurdo ao trivial, são onze quadros interligados como uma camada de sociabilidade que pode rapidamente ser rompida em nossos dias. “O ponto de partida foi a tensão crescente no país em 2016, mas parece que o espetáculo foi criado hoje. As manifestações, a violência, a sensação de impotência que mexem com os extremos, deixam a peça muito atual”, fala Granato – que foi indicado ao Prêmio São Paulo de Incentivo ao Teatro Infantil e Jovem 2017 pelo texto original. Ingressos: de R$ 20 a R$ 40.

foto2_alexandre_moreira.jpg
Foto: Alexandre Moreira

Terça-feira também é dia de bailar. No dia 10 de abril, às 21h, no Teatro Porto Seguro, Claudio Lins revisita os grandes sucessos da MPBno show “O Expresso Brasileiro”No repertório “Expresso 2222”, “Canto de Ossanha”, “Lembra de Mim”, “Tropicana”, “Corsário”, “Oceano”, “Fora da Ordem” e “Volte para o seu lar”. O público também poderá conferir canções autorais e que marcaram sua carreira em seus dois álbuns, Um (Velas, 1999) e Cara (Biscoito Fino, 2009), como Lotação EsgotadaDDD e Impaciência(gravada por Luciana Mello), além de Por toda vida – trilha da novela Ciranda de Pedra – e Cupido, gravada também pela cantora Maria Rita e trilha sonora da novela Avenida Brasil. Ingressos: de R$ 30 a R$ 60.

entrevista-filipe-catto.jpg

Para acabar a nossa agenda da melhor forma, temos o maravilhoso Filipe Catto com “O Nascimento de Vênus” na Casa Natura Musical. A apresentação acontece no dia 12 de abril, às 21h30 e é baseada no recém-lançado disco CATTO (Biscoito Fino).  “Eu Não Quero Mais”, “Lua Deserta”, “Canção de Engate”, “Arco de Luz” são alguns dos hits que fazem parte do setlist. “O show é um espetáculo desdobrado do disco. É uma apresentação sensorial, de luz, sombra, som e imagem. Uma verdadeira jornada pela aventura dos sentidos”, conta Filipe Catto. Os músicos que acompanham Filipe neste show na Casa Natura Musical são Felipe Puperi (guitarra e synths), Michele Abu (bateria e percussão), Magn o Vito (baixo) e Jojô (guitarra e synths). Ingressos: de R$ 35 a R$ 110.

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s