O swing da multi-instrumentista Anna Tréa

Anna Tréa_ Marco Estrella.jpg

A multi-instrumentista paulista, Anna Tréa é um dos destaques da nova geração de mulheres cantoras no cenário brasileiro. Recém-lançado, o disco “Clareia” foi realizado pela própria artista, que compôs todas as faixas e tocou todos os instrumentos, dentre eles guitarra, percussão, percussão corporal além de efeitos de voz e declamações. Produzido por Swami Jr, o CD é fruto do edital “Somo Nozes” da Gargolândia, fazenda que hospeda o estúdio “Sol e lua”, gerenciado pelos incentivadores de novos artistas, Rafael Altério e Rita Altério.

As músicas da cantora têm fortes influências de ritmos brasileiros e entre outros pelo mundo, como o baião, samba, maracatu, blues, folk e groove americano. É esta mistura de ritmos que a cantora arrisca em chamar de Música Experimental Pop Brasileira, fortemente presente em suas canções e nos seus shows, que terão o acompanhamento do baterista e percussionista Kabé Pinheiro.

14641958_1447420635275153_8610105516858874253_n

Todas essas habilidades aparecem de maneira diversificada nos dinâmicos shows de sua turnê, como pode ser visto no dia 24, no Sesc São Caetano. Cada apresentação recebe ao menos um convidado que contribui com a sua arte. Artistas da música, da dança, do teatro, da dramaturgia e das artes visuais são convidados a participar desta celebração, como por exemplo, Ellen Oléria , Fernando Anitelli (O Teatro Mágico), Marco Mattoli (Clube do Balanço), Susana Travasos (cantora portuguesa), Blanca (bailarina de Barcelona) e a Banda Aláfia.

Em 2016, a turnê #MeClareia esteve na Europa, passando por países como Portugal, Espanha e França. A passagem da artista pelas Ilhas Canárias, mais precisamente em Tenerife, tornou-se um grande marco na carreira da artista, onde participou Festival  Boreal. “Poder excursionar e apresentar a minha arte, estar em contato com a arte de outras pessoas de diversas culturas é muito precioso. É um desejo da minha  alma”, conta Anna.

Em sua trajetória, além de trabalhos desenvolvidos com o vanguardista Arrigo Barnabé, Anna excursiona como backing vocal e guitarrista do rapper Emicida, ao lado de quem gravou a canção “Mãe”, do álbum “Sobre Crianças, Quadris, Pesadelos e Lições de Casa”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s