Além do filme: cinco obras para ver “The Rocky Horror Picture Show”

tumblr_obf0hdcgBZ1uasoyfo1_500.gif

Uma verdadeira homenagem aos filmes lado B de ficção cientifica, a história de The Rocky Horror Picture Show teve origem com o musical escrito por Richard O’Brien  e Jim Sharman em 1973. Porém, ficou conhecido mesmo quando ganhou a adaptação para o cinema dois anos mais tarde.

O enredo ultrajante e ousado pra época foi uma fracasso em seu lançamento, mas hoje em dia é considerado uma obra cult e está em cartaz em um cinema de Munique (Alemanha) há 42 anos. A trama entre o casal Brad, Janet e o cientista transexual Frank-N-Furter já ganhou espaço em outras mídias pelo mundo. Confira quais são elas em uma linha do tempo divertida:

rocky.jpgEm 2016, a comédia ganhou uma versão para o teatro brasileiro. A comédia tem montagem de Charles Möeller & Claudio Botelho, teve reestreia esse mês no Teatro Porto Seguro e eu falei mais sobre o espetáculo aqui. A comédia é estrelada por Marcelo Medici e tem uma promoção imperdível para os próximos dias: Nos dias 24, 25 e 26 de fevereiro (sexta, sábado e domingo), os ingressos para ver Rocky Horror Show do setor plateia vão de R$ 120 para R$ 80 (inteira) e R$ 40 (meia).

tumblr_oieg1ttZpc1w0e5i4o1_500.gif

Os personagens britânicos também tiveram espaço na telona em As Vantagens de Ser Invisível (2012). A adaptação literária dirigida por Stephen Chbosky acompanha a trajetória de Charlie, um garoto tímido que conhece amigos incríveis e que fazem apresentações semanais do clássico musical.

anigif_enhanced-11521-1403909767-3.gif

Já em 2011, Britney Spears lançou o sétimo álbum de sua carreira intitulado como “Hold It Against Me”. Desse trabalho, o primeiro single levou o mesmo nome e estreou na primeira colocação da Billboard Hot 100. A canção contou com um videoclipe com cenas inspiradas no longa de 1975.

giphy.gif

No auge de seu sucesso, o seriado Glee dedicou seu especial de Halloween ao musical trash. “The Rocky Horror Glee Show” foi o quinto episódio da segunda temporada, em 2010.  Os personagens da série adolescente se caracterizaram e fizeram números bem semelhantes aos originais. Um dos capítulos mais incríveis dessa época e ganhou até um EP com as sete canções interpretadas pelo elenco.

tumblr_inline_mlw0uf2DH91qz4rgp.gifPara finalizar, a produção mais antiga a saudar a obra foi a série Cold Case, traduzido para o Brasil como Arquivo Morto. O 21º episódio exibido em 2004, traz a canção “Over At The Frankenstein Place”, entre outras referências.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s