A nata do Sesc em fevereiro

o-melhordosesc-sp

Eu já falei um milhão de vezes aqui e no canal como eu sou apaixonada pelo Sesc e todas as atividades incríveis (e baratas) que essa rede proporciona para os brasileiros. Eu sou uma visitante assídua e foram nessas diversas unidades que eu vivi alguns dos melhores momentos da minha vida. Garanti a minha revista de fevereiro (que vem com essa capa maravilhosa da ilustração do artista Jackson Oliveira) e fiz uma triagem dos melhores shows que rolam até o dia 28. Já pega a agenda aí, porque são muitas opções e eu já adianto: difícil vai ser escolher.

Belenzinho

770b65aa-26e5-460e-8326-13fc873d2851
Elza Soares: “A Mulher do Fim do Mundo”, seu primeiro trabalho somente de canções inéditas, é fruto do encontro da intérprete com a estética musical contemporânea de São Paulo. Neste show, a cantora é acompanhada pelos músicos Kiko Dinucci, Marcelo Cabral, Rodrigo Campos, Romulo Fróes, Felipe Roseno e Guilherme Kastrup. Eleita em 2000 como a Melhor Cantora do Milênio pela BBC de Londres, e do alto dos seus 60 anos de carreira, Elza Soares vive atualmente a apoteose de uma vida dedicada à música e leva aos palcos uma “ópera”  emocional  que  retrata  as  mazelas  da sociedade,  instigando  o  espectador  à  reflexão  sobre  a condição do indivíduo em uma sociedade violenta com crítica social e política. 16 a 19.02. Ingressos: de R$ 18 a R$ 60.

Inocentes: Um dos principais nomes do punk rock no Brasil, a banda paulistana foi formada em 1981 por ex-integrantes dos grupos Restos de Nada e Condutores de Cadáver. Influenciados por Buzzcocks, The Vibrators e Ramones, os Inocentes participaram da coletânea Grito Suburbano (1982), primeiro registro fonográfico do punk brasileiro. Neste show, a banda apresenta músicas dos discos da carreira, como “Adeus Carne”, “Labirinto e Sob Controle”, último álbum lançado. Inocentes é Clemente Tadeu (guitarra e voz), Ronaldo  (guitarra e vocal), Anselmo (baixo e vocal) e Nonô (bateria). 24.02. Ingressos: de R$ 6 a R$ 20.

Bom Retiroe28ab996-423b-49bc-928a-19ba97eedff5

Bixiga 70: Os músicos apresentam o disco “The Copan Connection”, que é resultado das experimentações desenvolvidas durante a mixagem do último álbum da banda e traz versões desconstruídas das músicas de “III” (2015), segundo o estilo jamaicano do dub: ecos, reverberações e dinâmicas que atravessam o baixo e bateria bem marcados, numa viagem psicodélica cheia de texturas e ritmo. 12.02. Ingressos: de R$ 9 a R$ 30.

As Bahias e a Cozinha Mineira: Assucena Assucena e Raquel Virgínia são duas mulheres trans, que apresentam as canções autorais do disco “Mulher”, além de releituras de clássicos da música popular brasileira como “Fé Cega, Faca Amolada” e “Vaca Profana”. 17.02. Ingressos: de R$ 9 a R$ 30.

5 A Seco: O quinteto musical de MPB lança “Policromo”, segundo álbum de carreira e primeiro gravado em estúdio, consolidando a união de Leo Bianchini, Pedro Altério, Pedro Viávora, Tó Brandileone e Vinicius Calderoni em torno de uma sonoridade baseada no encontro de suas personalidades como compositores. Essencialmente cancioneiros, cada um dos integrantes imprime sua maneira de ver, sentir e fazer música. 18 e 19.02. Ingressos: de R$ 9 a R$ 30.

Campo Limpo

b9392f46-ef58-40c5-9925-7246027f6179

Cambaio feat Rappin’Hood: O show intitulado “Lado A, lado B” revive os grandes bailes de Samba Rock que aconteceram nas tradicionais casas de shows paulistanas dos anos 80, como Clube da Cidade e Palmeiras, num espetáculo dançante que revisita eternos clássicos e ao mesmo tempo traz músicas autorais recém-lançadas pelo Cambaio. Contará também com a participação de Rappin’ Hood, abrilhantando ainda mais essa grande festa. 18.02. GRATUITO!
f8ea8122-2b89-49a7-853d-028d4c6fbb7b
Mundo Livre S/A: Gravado no Sesc Belenzinho, o CD e DVD “Mangue Bit ao Vivo” traz Fred Zeroquatro (vocal), Xef Tony (bateria), Walter Areia (baixo) em sua melhor forma e acompanhados por Leo D. (teclados e samples), Pedro Santana (percussão), Nilsinho Amarante (trompete) e Fabinho Costa (trombone). Entre o repertório variado estão grandes sucessos como “Meu Esquema”, “Mexe Mexe”, “O Seu Suor é o Melhor de Você”, “Computadores Fazem Arte”, todos em novos arranjos cheios de groove que formam um show pra cima e dançante além da inédita “Loló Luiza”. 17.02. Ingressos: de R$ 6 a R$ 20.
Tulipa Ruiz: Em 2010, Tulipa Ruiz estreava no mercado independente com “Efêmera”. Cinco anos depois, a cantora e compositora paulista surpreende e se reinventa com “Dancê”. A  sonoridade  está  ainda  mais  encorpada,  em  faixas  com  forte  presença  de  metais  e  sopros,  com  arranjos de Marcio Arantes e Jacques Mathias. Mas também tem canção para dançar a dois, colado. É uma pista particular para todas as cabeças e gerações
Ao  longo  de  onze  faixas,  Tulipa  versa,  como  sempre  fez,  sobre  o  agora.  E  o  agora  de  Tulipa  Ruiz  é  atemporal. 19.02. Ingressos: de R$ 6 a R$ 20.
4e75e998-7946-445a-8c90-6e8fa36c4e1d
Zélia Duncan: O show com repertório do disco de sambas de Zélia Duncan “Antes do Mundo Acabar” de 2015. O projeto reúne sambas inéditos, compostos por Zélia e vários parceiros como Xande de Pilares, Pedro Luís, Ana Costa, Bia Paes Leme, Zeca Baleiro e Arlindo. Da pesquisa inicial, Zélia Duncan interpreta sambas de Riachão (Por que você não me convida agora), Paulinho da Viola (Pintou um Bode), Dona Ivone Lara e Delcio Carvalho (Em cada canto uma esperança) e Moacyr Luz (Vida da minha vida).24 a 26.02. Ingressos: de R$ 18 a R$ 60.
Ellen Oléria: A cantora e compositora brasiliense convida ao palco Nazaré Pereira e o baiano Lazzo Matumbi, dois artistas que carregam um legado de ancestralidade musical brasileira. Neste show a anfitriã inclui os afoxés e carimbós, características marcantes de seus convidados que se misturam a sua identidade afro-brasileira conectada aos seus grooves autorais. 27 e 28.02. Ingressos: de R$ 15 a R$ 50.
0a955fc6-da08-4fcc-81ce-6ac9cbb04077
Francisco, El Hombre: Sinônimo de uma corrente musical e transcultural em forma de banda, o projeto musical nasceu a partir dos irmãos Sebastián e Mateo Piracés-Ugarte, que cresceram viajando pelo mundo acompanhados dos seus instrumentos. Fazendo das estradas das Américas, da Europa e África da o seu estúdio, eles encontraram a sua base irradiadora no bairro universitário Barão Geraldo, em Campinas (SP). Ali, o que era um esboço musical incorporou novos integrantes (Juliana Strassacapa, Andrei Kozyreff e Rafael Gomes), concretizando-se em uma banda madura e estável. O som foi lapidado junto a um público multicultural, eclético e ávido por descobrimentos musicais. A banda apresenta sonoridades tradicionais e regionais latino-americanas, cantadas em espanhol com sotaque brasileiro e português com sotaque latino. 27 e 28.02. Ingressos: de R$ 7,50 a R$ 20.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s