Nada Pode Me Parar

IMG_20140202_003745

Marcelo D2 grava DVD ao vivo com mega produção em São Paulo

Para comemorar os seus 20 anos de carreira, D2 – como prefere ser chamado – resolveu reunir os amigos e registrar o momento mais maduro de sua trajetória. Ele que acabou de lançar seu quinto disco solo, Nada Pode Me Parar, fez questão de estar presente em todos os momentos da produção: desde a escolha do setlist, que ele mesmo disponibilizou em seu Instagram (@sinistro67) dias antes; convidar amigos de longa data; e principalmente, definir a decoração do lugar. O intuito era deixar o lugar parecido com o bairro do público e o que se deu foi uma mistura de rua, quermese e com essência de circo antigo. Para começar, a garagem coberta do Audio Club, onde aconteceram as apresentações nos dias 31 e 1º, viraram área de diversão para o pessoal que chegou mais cedo. Lá era possível encontrar máquinas de fliperamas, pista de skate e brincadeiras criativas, como “jogue o baseado na boca do D2”, que tem as mesmas regras do velho jogo de acertar uma bolinha na boca do palhaço. Ainda tinha outros passatempos, como o martelo que mede força, onde a escala eram os discos do rapper, sacos de boxe e uma rolete de parcerias, com os colegas que já estiveram ao lado de Marcelo ao longo dessas duas décadas nos palcos. Nessa mesma área, era possível comprar itens da loja do comandante da noite: camisetas, bonés, relógios e até porta-copos estavam disponíveis para venda.

IMG_20140201_222952

Já no ambiente principal, onde aconteceria o show mais tarde, ficou a rádio, onde artistas como Rael, Rappin’ Hood e Akira Presidente fizeram pockets shows para o público que já estava por ali. E foi pouco depois da meia noite, que as luzes abaixaram e o destaque ficou todo para o maior palco, onde Marcelo D2 entrou agitando os fãs ao som de Está Chegando A Hora (Abre Alas). O público que estava enfervecido, acompanhou o artista jogando as mãos para o alto e cantando em um coro bonito. Logo depois, Stephan – que agora é conhecido artisticamente como Sain – entrou para acompanhar o pai na nova canção Eu Já Sabia. O cantor agradeceu a presença do público e disse que aquilo tudo era uma grande festa. Com fôlego de menino, Marcelo de 46 anos, seguiu o show que ainda teriam mais 34 canções pela frente. E foi a vez de Pode Acreditar, Danger Zone, Oquêcêqué e a famosa Desabafo. “Se vocês estão fazendo fumaça, então eu também posso”, disse D2 ao dar um trago em um cigarro de maconha durante uma pequena pausa. Logo após, o palco explodiu com a nova Fella e a presença de Shock, Batoré do ConeCrewDiretoria e Akira Presidente. A canção que tem uma pegada totalmente diferente daquilo que ele está acostumado a apresentar, tem muitas influências da nova cena do rap nacional. Aposta que pelo visto, agradou e muito os fãs de longa data.

Antes de dar continuidade, ele pediu para a plateia que gravassem fragmentos daquela noite e depois enviassem por meio das redes sociais. Isso porque, o intuito é colocar trechos amadores dessa celebração na edição final do vídeo. Já pensou que legal participar diretamente do DVD do seu ídolo? Isso sim, pode ser chamado de interatividade.

Quando ele começou a cantar Stab, tudo ficou ainda melhor com a presença de BNegão. E foi então que os dois começaram a trazer sucessos da época do Planet Hemp e claro, a clássica Contexto não poderia ficar de fora. Depois foi a vez de dividir o palco com Tássia Reis na balada Feeling Good, que originalmente conta com a voz de nova-iorquina Joya Bravo. Em seguida, Fernandinho Beat Box entrou para deixar todos – inclusive eu – de queixo caído. O rapaz tem a habilidade de imitar diversos ritmos apenas com a boca. E foi nessa que, ele acompanhou Marcelo em uma capela de Canta, Canta, Minha Gente e provou o que sabe de melhor. Em seguida, os sucessos 1967, A Maldição do Samba, Loadeando e Ela Disse foram entoados a plenos pulmões. Depois de pouco mais de duas horas de duração, o rapper fechou a noite com Vai Vendo e deixou mais que provado pra todos ali presentes, que próximo a completar 50 anos de vida, ele finalmente encontrou a batida perfeita. Uma festa para ninguém botar defeito, intimista e sensata. Antes de deixar o palco, o cantor pediu para todos repetirem bem alto três vezes: PAZ, PAZ, PAZ!

Um comentário em “Nada Pode Me Parar

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s