Lucas Santtana faz show por R$1 no Memorial da América Latina

Eu já tinha conferido um show dele durante a virada cultural e digo que foi uma das minhas apresentações favoritas daquelas 24 horas de música, mas como ainda não conhecia muitas músicas do rapaz, fiquei animada ao saber que Lucas Santtana estava de volta ao Brasil e faria um show por apenas R$1 no Memorial da América Latina. Venci o frio que fazia no sábado (17) aqui em São Paulo e após uma pequena passada no Sesc Pompéia para pegar um livro emprestado (depois falarei mais sobre isso aqui), parti pra Barra Funda.

1094555_634629203222006_1808319079_oDepois de passar por 21 cidades da Europa e por Buenos Aires, Lucas e sua banda estavam mais energéticos que nunca, todos de terno e óculos escuros, apesar de já passar das 9h da noite. Bruno Buarque, que já trabalhou com vários artistas e acompanha a cantora Céu, comandou um tipo de bateria eletrônica, que foi a origem dos efeitos psicodélicos que esteve presente em todo o repertório, como disse o próprio Lucas: “Bateria digital, efeitos digitais, loucuras digitais”. Já o Caetano Malta intercalou entre o baixo e a guitarra de maneira divina. Juntos, eles abriram a noite com O Deus que devasta, mas também cura , nome que também leva o último trabalho do cantor. Além de um clipe intenso (que você pode ver aqui), a canção também carrega letra forte:

“Por causa da fúria de um deus/ Que fez ainda pior/ Muito assustadoramente/ Revirou gavetas, onde amor e letras/ em fotografias é o que nos valia e nos aquecia”

A primeira vez do baiano no Memorial seguiu calorosa, apesar do frio lá fora. O auditório do lugar é repleto de cadeiras, mas muitos não se aguentaram e levantaram para dançar ao som de canções como Who Can Say Which Way Músico. O repertório também é composto por algumas músicas instrumentais, cheias de psicodelias como a Recado para Pio Lobato que Lucas fez juntamente com Régis Damasceno, do Cidadão Instigado. Já Pela Orla dos Velhos Tempos mistura muitas batidas do funk e do clássico hip hop,  e lá pelo fim da canção, Lucas pede um blackout, onde só os celulares são levantados pelo público. Um homem eclético e ousado, que gosta de misturar ritmos e é feliz em suas escolhas.

1167301_634645926553667_1831084179_o

“Tá muito bom isso aqui, parece aquelas coisas que a gente gosta. E que vocês sabem o que é”, disse Santtana, depois de cantar e seduzir a platéia, passando a mão por todo o corpo. Foi a hora da sensual Lycra-Limão, bem agitadinha e  uma das minhas favoritas da sua carreira. Na noite também não pode faltar o sambinha de Amor em Jacumã e outras canções que compõe o disco Sem Nostalgia, antigo trabalho dele.

O bis teve direito a baladinha Cira, Regina e Nana, que é o single do novo CD. Ao fim do show Lucas pediu para a platéia se reunir, se apertando, para que ele pudesse tirar uma foto de cima do palco. Nesse momento, o cantor comparou o povo brasileiro, que não tem medo do calor do corpo humano, com os europeus, que não gostam muito do contato. Tenho certeza que ali ele se sentiu em casa, novamente, depois de uma temporada viajando. São Paulo não é quente como a Bahia, mas formamos um povo acalorado também. A noite marcou o lançamento do seu trabalho em formato de disco e estava à venda na saída do show por apenas R$40 e o CD por R$20.

Quer conhecer mais o trabalho do Lucas Santtana? O site traz informações, algumas músicas e agenda, além disso é sempre bom curtir a página no Facebook do artista que costuma ter novidades em primeira mão.

Vou deixar aqui também uma matéria que eu li na revista Serafina que eu achei muito interessante. Eles levantam a questão que Lucas faz o maior sucesso fora do país, estampa capa de vários jornais, mas aqui não tem tanto reconhecimento assim (uma pena). A versão online não é tão boa quanto a impressa, que trazia o print de algumas das capas que o cantor saiu, mas o texto de Rafael Andery é ótimo. Link: http://tinyurl.com/mrdjvh7

Ahh, e pra finalizar, as fotos foram cedidas pelo fotógrafo José de Holanda, que tem um trabalho lindo e vale a pena ser conferido, por isso, clica aqui! Quero deixar meus agradecimentos também às meninas da  Verdura Produções Culturais por serem sempre tão atenciosas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s