Meu doce vampiro! 165º aniversário de Bram Stoker

Como o Google já deve ter informado para vocês, hoje é o 165º aniversário de Bram Stoker que ficou conhecido após escrever a história de Vlad Tepes, o Drácula. O livro foi escrito em 1897 e conta o mito do rei dos vampiros, de lá pra cá, várias outras versões de Dráculas e até mesmo de outros vampiros foram criadas, mas todos tinham a mesma característica: um moço muito bonito e galanteador, que seduzia belas donzelas para beber de seu sangue.
E é até engraçado falar desse tema, ás vésperas da estréia do último filme da saga Crepúsculo, onde nascerá a filha de uma humana e uma fada, ops, um vampiro. Digo fada, porque né? Aquele velho discurso de que essa história de Crepúsculo me envergonha quando são comparados aos grandes vampiros do universo cinematográfico e literário. Não vou ficar aqui falando mal, mas chego a dizer que até o “Pequeno Vampirinho” que passava no Cinema Em Casa, é mais vampiresco do que essa saga.
Ok, para você não passar esse dia em Crepúsculo, digo, em roubada, vou dar algumas dicas breves de vampiros de verdade.

Comece pela origem! Se não estiver muito curioso, pegue o filme Drácula de Bram Stoker, que vale muito a pena. O filme pode ser um pouco trash, por ser antigo, mas é um romance muito bom! E é vampiro de verdade, galera! Mas não esquece, pega o livro pra ler também! Eu tenho a versão ilustrada! *-*
Outros filmes ótimos sobre vampiros: Drácula 2000, Van Helsing, A Rainha dos Condenados, A Entrevista com Vampiros e toda a série de Anjos da Noite.
O Historiador é de longe o melhor livro de vampiros que eu já li. E olha que eu já li vários, viu? Na minha adolescência tive uma fase meio gótica e me joguei nesse universo. Essa obra é ótima porque deixa tudo muito real, na verdade, conta a história de Vlad Tepes um homem que realmente existiu há muitos anos atrás. Tinha um coração cheio de ódio e era um empalador, acredita-se que esse era o Drácula e o pai dos vampiros. Ótima narrativa, prende o leitor do princípio ao fim.
Outros livros bons de vampiros: TODOS da saga vampiresca da Anne Ricce, Alma e Sangue e a série de André Vianco.

Ahhhhh, e antes que eu me esqueça…
O seriado Buffy, A Caça Vampiros foi um dos meus primeiros contatos com os vamps. Então, tenho um carinho especial, por isso vale ver alguns episódios da loira!

Outras séries boas de vampiros: True Blood, que aliás é bem pesadinha (do jeito que eu gosto) e… só! The Vampire Diaries é apenas uma versão ‘piorada’ de Crepúsculo estendido. Nesse caso é melhor ver uns capítulos da novela O Beijo do Vampiro perdido no Netflix! (SÓ QUE NÃO)
Beijos!

Um comentário em “Meu doce vampiro! 165º aniversário de Bram Stoker

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s