Roteiro: "Dia do Rock" – Bares e Baladas!

Como já havia falado no post passado (clica aqui pra ver), decidi fazer um roteiro pra vocês, de tudo o que podemos fazer no Dia Mundial do Rock, que é hoje, dia 13 de Julho. Comecei com os filmes e decidi dividir os posts, porque senão ia ficar muito longo! (ainda quero fazer um de livros hoje).
Vim dar dicas dos lugares, baladas, bares mais rock’n’roll da cidade de São Paulo! Hey, ho, let’s go!

Morrison Rock Bar: Com certeza o meu lugar favorito do rock, é o Morrison! Muito bom, sempre tem shows e covers ótimos! Além da decoração da casa ser muito bonita, cheia de quadros dos clássicos do rock, como The Smiths, The Beatles e claro, The Doors e o próprio Jim Morrison. Destaque para os drinks, que tem os nomes de banda! Indico o Black Sabbath, que é uma tequila flamejante! Clica aqui pra conferir o site oficial do bar!
Já o Inferno Club, localizado na badalada Rua Augusta, na minha opinião, já foi beeem mais rock! Hoje em dia a balada é mais aberto á outras opções musicais. Por isso, antes de se jogar no Inferno, eu aconselho a dar uma olhadinha na programação que você encontra no site. Mesmo assim, o lugar tem uma das decorações mais bonitas que eu já vi! Parede vermelha, luminárias mega chiques e sofás de oncinha. Sem falar das caipirinhas, são as melhores que já tomei na vida! Vale a pena!
A DJ Club é um lugar que você não dá nada quando chega, principalmente se você madrugar na balada. Mas a hora avança e a pista lota! E lá toca o melhor indie rock que você possa imaginar! Os DJs enlouquecem com Artic Monkeys, Yeah Yeah Yeahs e outros clássicos do ritmo. A pista é um pouco pequena, mas é ótimo, porque todo mundo dança até se acabar! Foi uma das noites mais divertidas da minha vida! Obs: Juzinha na foto e ela vai me matar!
E o que dizer da The Clock, gente? Ahhh (mil suspiros!)! Haha! O lugar é totalmente rockabilly! A decoração, o cardápio, as garçonetes e claro, o som. E quando se vai a primeira, a gente fica até envergonhado, porque as pessoas dançam TÃO bem. Mas aí, em determinada hora da festa, um professor ensina os passos básicos do rockabilly, ou seja, dá pra você dançar a noite toda com o seu broto sem problemas! Mas quem se interessar por aulas mais intensas, eles dão aos sábados e você pode ficar sabendo tudo pelo site oficial.
Por fim, eu não poderia deixar de citar ela, a Galeria que eu nem sei mais se pode ser chamada de “Galeria do Rock“. Isso porque hoje na galeria existe uma mistura tão grande, que o rock de lá está quase sumindo. Mas ainda dá pra achar bastante coisa legal, além dos montes de estúdios de tattoo e piercing que existem lá. Passei boa parte da minha adolescência nesse lugar, me achando rebelde, rs. Mas hoje vejo que foi importante para a minha formação, essa fase da “adolescente rebelde” é uma delícia, ainda mais hoje, quando eu olho pra trás.

Quais outros lugares de rock vocês gostam? Deixem as dicas nos comentários! Beijos!
Para fins de direito autoral, as imagens usadas no post não são de minha autoria e o autor não foi identificado, com exceção a do Morrison, que foi tirada na festa da Uanna.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s